Fases

maio 10, 2011 at 9:41 pm (Neutra, Reflexiva)

E é o outono chegando…

-(—- Fases

Foram as folhas caindo
Bem, talvez o que caiu fosse mais abstrato
Estranho como o peso e distância não faziam o impacto
Nunca ouvi falar da gravidade fazendo pacto

Tempo corre como se eu quisesse
As horas que me são roubadas
A percepção que me foi alterada
Estou distante e disforme, não lembro nada

Fazendo classificação de vontade
Talvez o que rolou fosse iminente
Ou iminente fosse a gente
Garantia de incerteza evidente

A primavera que está por vir
Pode ser a pior nevasca que presenciei
Tanto faz se chove sangue, eu sei
Abrigo seguro, certamente terei

—-)-

Musa. DCLXVI

Anúncios

1 Comentário

  1. Manete! said,

    Jovem! Não entendi nada…. Gostaria que você fizesse mais uso da pontuação e tentasse começar alguns versos com letra minúscula. Pq assim dá pra entender que o verso seguinte é uma continuação do anterior, facilita o compreendimento.

    Gostaria que me explicasse o que vc tentou transmitir nesse poema, achei um pouco vago e confuso! Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: