Remessa

junho 25, 2016 at 2:53 am (Uncategorized)

E um dia a gente recupera a senha. Hahaha

-(— Remessa

Eu te vejo, você não me vê
Se me visse, mudaria você
Penso inútil e repenso pra quê
Há de fazer e de desfazer

Eu te troco, você não me troca
Se trocasse, sentiria-se oca
Cicatriz que faz-se bem pouca
E o seco deixado na boca

Eu te entrego, você não me entrega
Se entregasse, fingiria-se cega
Pelo sim e pelo não, se nega
Aquela dúvida que pega e apega

Enquanto toda essência foi extraviada
Ah, mas que saudades…

—)-

Musa. DCLXVI

Link permanente Deixe um comentário